Sedentary behavior among university students: a systematic review

Abstract Estudos sobre o tema do comportamento sedentário (SB) em universitários têm sido publicados, diante disso o conhecimento sobre os métodos adotados torna-se importante para a ciência, e a caracterização das prevalências e fatores associados a esse atributo são essenciais no âmbito das políticas de saúde para esse grupo. Assim, o objetivo do presente estudo foi descrever as prevalências e os fatores associados, e as características metodológicas empregadas nas pesquisas sobre o SB em universitários. Uma busca nas bases de dados National Library of Medicine (PUBMED), Scientific Electronic Library Online (SciELO), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e SCOPUS foi realizada. Este estudo adotou os itens e recomendações do Preferred Reporting Items for Systematic reviews and Meta-Analyses (PRISMA), e os artigos selecionados foram analisados conforme as características metodológicas, além das prevalências e os fatores associados ao SB. Dos 1.740 artigos encontrados nas bases de dados, 23 fizeram parte dessa revisão. Foram observadas prevalências para o tempo sentado de 34,0% a 90,2%. O uso de definições operacionais e pontos de corte foram diversificados, além do uso de variados instrumentos para estimar o SB. Foi observada a falta de padronização entre os pontos de corte para determinação do SB e das definições operacionais, como uso de instrumentos não validados. Dentre os fatores associados com maiores prevalências, destacaram-se o excesso de peso e os sintomas depressivos. Conclui-se que as prevalências de SB foram elevadas em domínios não relacionados ao tempo dedicado aos estudos e características biológicas e psicológicas representaram atributos mais associados ao SB.